Compartilhe:

Ministro da Fazenda afirma que unificação de PIS e Cofins pode sair ainda este ano



28/10/2014


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou na última terça-feira (13/10) que a proposta de unificação de Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) pode sair até o fim do ano, mas que não deve sair antes do segundo turno das eleições.

A proposta não tem prazo para ficar pronta mas sabe-se que o custo da unificação ficaria em torno de R$ 15 bilhões, devido ao estoque de crédito tributário que algumas empresas terão direito a receber. Ele, no entanto, disse que o ressarcimento pode ser feito em etapas nos próximos dois anos, diluindo o custo para o governo.

A fusão do PIS e da Cofins ensejaria a cobrança de uma alíquota única, de 9,25% sobre o faturamento. O governo estuda uma forma de acabar com a cobrança em cascata dos dois tributos sobre os setores de serviços e de eletricidade, entre outros segmentos que continuam a pagar de forma cumulativa.

Fonte: Agência Brasil




REGISTRO DO COMÉRCIO – Normas ALTERAÇÃO
Demandas da classe contábil para o presidente eleito Jair Bolsonaro
Microempresa: 10 perguntas mais frequentes
SIMPLES NACIONAL TRATAMENTO TRIBUTÁRIO RELATIVO À ALTERAÇÃO DO REGIME DE APURAÇÃO DO ICMS
Quais empresas estão obrigadas a contratar jovens aprendizes?


Mídia Marketing - 2012
Setor de Programação