Compartilhe:

Quando Utilizar a GPS Trimestral?



14/06/2017


Os contribuintes individuais e facultativos, que estiverem contribuindo sobre o valor mínimo de contribuição, poderão optar pelo recolhimento trimestral da contribuição previdenciária.

O contribuinte poderá efetuar o recolhimento, agrupando os valores das competências por trimestre civil, ou seja:

  • Janeiro, fevereiro e março (competência março)
  • Abril, maio e junho (competência junho)
  • Julho, agosto e setembro (competência setembro)
  • Outubro, novembro e dezembro (dezembro)

O vencimento será no dia 15 do mês seguinte ao de cada trimestre civil, prorrogando-se para o dia útil subsequente, quando não houver expediente bancário na data do vencimento.

No caso desta opção (trimestralidade), nas GPS serão consignadas as competências março, junho, setembro e dezembro, mesmo que a inscrição do segurado tenha ocorrido no segundo ou terceiro mês do trimestre civil.

Para comprovar o exercício de atividade remunerada, com vistas à concessão de benefícios, será exigido do contribuinte individual, contribuinte facultativo e empregado doméstico, a qualquer tempo, o recolhimento das correspondentes contribuições.

Empregador Doméstico

Para o empregador doméstico, com a publicação da Lei Complementar 150/2015 o recolhimento trimestral foi tacitamente revogado a partir da competência outubro/2015, ou seja, a partir do trimestre outubro/novembro/dezembro-2015 não será mais permitido o recolhimento trimestral.

Portal de Contabilidade 

 




NOVOS CFOPs (Código Fiscal de Operações e Prestações) A PARTIR DE 2018
CARTA DE CORREÇÃO ELETRÔNICA (CC-e) PARA NOTA FISCAL ELETRÔNICA ( NF-e)
DOCUMENTO NACIONAL DE IDENTIFICAÇÃO
Receita abre na quinta-feira (8/2) a consulta ao lote residual de restituição multiexercício do IRPF
PGFN publica procedimentos para consolidação de débitos parcelados com prejuízos fiscais


Mídia Marketing - 2012
Setor de Programação