Compartilhe:

Prorrogação da Exigência do Bloco K da EFD



16/12/2015


Foi publicado hoje, dia 15 de dezembro de 2015, o Ajuste SINIEF (Sistema Integrado Nacional de Informações Econômicas e Fiscais) n.º 13 que, alterando o Ajuste SINIEF n.º 02/09, prorroga a entrada em vigor da exigência da escrituração do livro Registro de Controle da Produção e do Estoque no âmbito do EFD (Bloco K).

 

Assim, o fornecimento das informações na forma do Bloco K será obrigatória:

 

a) A partir de 1º de janeiro de 2017:

 

1. Para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) cujo faturamento anual seja igual ou superior a R$ 300.000.000,00 (trezentos milhões de reais);

 

2.  Para os estabelecimentos industriais de empresa habilitada no Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (RECOF) ou a outro regime alternativo a este;

 

b) A partir de 1º de janeiro de 2018 para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) pertencentes a empresa com faturamento anual seja igual ou superior a R$ 78.000.000,00 (setenta e oito milhões de reais);

 

c) A partir de 1º de janeiro de 2019:

 

1. Para os demais estabelecimentos industriais;

 

2. Para os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) e os estabelecimentos equiparados a industrial

 FONTE FIEMG




Novo sistema para regularização de obras entra em vigor no dia 1º de junho SERO
INSS: Você ainda pode se aposentar com as regras antigas?
Como funciona a declaração do Imposto de Renda para quem é MEI
FGTS, 15 situações que permitem o saque esse ano
Como contestar o Auxílio Emergencial 2021


Mídia Marketing - 2012
Setor de Programação